• Qual a diferença entre intolerância e alergia a lactose?

    Qual a diferença entre intolerância e alergia a lactose?

    Muita gente acha que a intolerância e a alergia à lactose são a mesma coisa ou consequência uma da outra, mas na verdade são duas condições separadas originadas por fatores diferentes.

    Atualmente, a intolerância a lactose já é considerada uma condição comum por atingir cerca de 35% dos brasileiros. Já a alergia se apresenta em casos muito específicos, pertencendo ao grupo de alergias alimentares e acometendo uma faixa etária específica.

    Sabendo que esses dois casos não são o mesmo e que também não estão interligados, quais fatores diferenciam um do outro?

    Diferenças das causas

    A principal diferença entre as duas condições está no que manifesta essas reações no organismo. Quem é intolerante à lactose possui a carência da enzima lactase, responsável por digerir o açúcar presente no leite e em seus derivados, sendo uma reação do intestino e do sistema digestivo. A alergia, por sua vez, é uma reação do sistema imunológico às proteínas presentes no leite.

    A intolerância é mais comum em idosos e adultos, visto que somente no Brasil quase 70% dos adultos são intolerantes à lactose. A alergia quase sempre aparece em crianças e bebês, sendo um fator de risco predominantemente hereditário. Quando os pais têm ou já tiveram alergia à lactose em algum momento da vida, os filhos possuem 75% de chances de terem o mesmo problema.

    O quadro mais comum de intolerância à lactose se desenvolve durante a adolescência, quando o organismo para de produzir lactase repentinamente e continua desse modo pelo resto da vida. Outras pessoas já nascem com essa condição, assim como ela também pode se desenvolver temporariamente como consequência de doenças inflamatórias no intestino ou diarreias muito prolongadas.

    Sintomas

    A alergia à lactose apresenta muito mais sintomas em diversas áreas do corpo, sendo necessário tirar da dieta todo alimento derivado do leite, até mesmo os que possuem o mínimo em sua composição.

    A intolerância apresenta sintomas concentrados apenas no intestino e diferente da alergia, ela pode ser controlada ao consumir diariamente apenas a dose exata de lactose que o organismo pode suportar, sem oferecer riscos à saúde.

    Os sintomas da intolerância à lactose podem aparecer poucos minutos ou horas depois da ingestão dos alimentos. Diarreia, gases, cólicas, distensão abdominal (sensação de barriga estufada), náusea e retenção de líquido são os sintomas mais comuns.

    A alergia pode levar mais tempo para apresentar os seus sintomas, podendo aparecer dias depois de ingerir alimentos lácteos. Esses sintomas são mais persistentes e cada pessoa costuma manifestar sempre os mesmos, que podem incluir:

    • Problemas digestivos como vômitos, diarreia, cólica, refluxo, prisão de ventre e sangue nas fezes;
    • Complicações respiratórios para quem possui asma, rinite e chiado no peito;
    • Problemas na pele como urticária e dermatite atópica;
    • Reação anafilática, que pode ser fatal;
    • Baixo ganho de peso e problemas de crescimento.

    Tratamento

    Ambas as condições podem ser tratadas com métodos que visam prevenir a manifestação dos sintomas. O método mais comum é a adoção de uma dieta sem lactose acompanhada de medicamentos e suplementos de lactase.

    Nesta reeducação alimentar, o leite de vaca é substituído por alternativas modificadas com baixo teor de lactose, pois ainda é necessário manter os níveis de cálcio no organismo.

    Quando a criança já nasce com intolerância, a mãe não deve parar de amamentar, pois dificilmente o leite materno irá manifestar sintomas. No caso da alergia, a mãe precisa seguir uma dieta especial que isenta seu leite dos componentes lácteos, deixando-o apto para o bebê consumir sem manifestar sintomas.

    Lembrando que tanto a alergia como a intolerância precisam de acompanhamento médico de um gastroenterologista para realizar o diagnóstico e de um nutricionista para estabelecer uma dieta que compense a falta dos nutrientes do leite.

     

    Referências

    https://www.h9j.com.br/centro-de-medicina-especializada/Paginas/patologias/saiba-a-diferenca-entre-intolerancia-e-alergia-ao-leite.aspx

    http://www.asbai.org.br/secao.asp?s=81&id=306

    http://www.alergiaaoleitedevaca.com.br/intolerancia-ou-alergia

    https://saude.abril.com.br/bem-estar/intolerancia-e-alergia-ao-leite-sao-a-mesma-coisa/

     

    Compartilhar no:
    Share
    Leave a reply →

Leave a reply

You must be logged in to post a comment.

Pravda Alphaville

Compartilhar no:
Share
Share